Thunder of sound
  Todos os Canais 23/11/2017

Sex Fenix
Neosono Odonto&Sono (Brasil) - Não é normal Roncar!! Procure um especialista!!
Cadastrada em: 02/03/2017 09:47:00
Não é normal Roncar!! Procure um especialista!!
17675

Um sono prejudicado pode levar a levar a muitos prejuízos, desde perda de concentração e memória até redução na qualidade de vida. Há diversos distúrbios do Sono, sendo a Apneia Obstrutiva do Sono (AOS) o mais frequente deles. Ronco, paradas respiratórias com despertares, engasgos ou sufocamento são relatos frequentes dos pacientes ou parceiros de quarto.

O ronco é entrecortado por períodos de silêncio, que são as paradas respiratórias, as quais resultam em despertares recorrentes, com engasgos ou sufocamento.  Em geral, os pacientes não têm conhecimento do problema, mas levantam cansados, sonolentos com a “boca seca” e alguns se queixam de cefaleia ao acordar. A sonolência excessiva pode levar, nos casos graves, a acidentes em casa, no trabalho ou nas estradas. Além disso, o prejuízo na oxigenação noturna pode levar a complicações cardiovasculares (Infarto Agudo do Miocárdio, Acidente Vascular Encefálico) e cognitivas (memória, concentração).

O diagnóstico desse distúrbio é dado pelo médico através da avaliação clínica e do exame de polissonografia (figura 1). Nesse exame, várias funções fisiológicas são  monitoradas concomitantemente durante o sono. 

Fatores neuromusculares e anatômicos, como obesidade, mandíbula pequena e falta de espaço para a língua e língua grande, entre outros predispõe à doença, pessoas de variadas faixas etárias. 

Na criança é causada comumente por aumento de amídalas e adenóides e a cirurgia associada ao tratamento ortodôntico e fonoaudiológico costuma resolver o problema. Na fase adulta acomete mais homens e mulheres na menopausa e há vários tratamentos clínicos e cirúrgicos disponíveis.

O tratamento no adulto inclui modalidades cirúrgicas e clínicas, como os aparelhos denominados de CPAP (figura 2), os aparelhos intra-orais (AIO) (Figura 3). 

O CPAP promove uma pressão positiva contínua nas vias aéreas através de uma máscara ajustada confortavelmente ao nariz (ou nariz e boca), conectada a uma turbina eletrônica que fornece fluxo de ar através de um circuito. Essa pressão positiva de ar nas vias aéreas evitando o colapso respiratório durante o sono. Os pacientes com distúrbios moderados a graves são aqueles que normalmente possuem uma melhor e mais rápida aderência ao tratamento. Neles, o tratamento com CPAP produz verdadeira e benéfica mudança de vida, graças à considerável melhora dos sintomas do distúrbio, entre eles, a sonolência diurna e a fadiga. Isso favorece uma motivação para o uso regular do aparelho, durante todo o período de sono de todos os dias da semana. O tratamento com CPAP é utilizado somente durante o sono, nos casos mais graves, e necessita ser utilizado sempre que o portador de AOS dorme. Entretanto, é um tratamento e não a cura, e se for interrompido, as vias aéreas continuarão a colapsar.

O AIO é um aparelho usado dentro da boca, que posiciona a língua de forma a abrir a via aérea e proporcionar uma respiração mais fisiológica durante o sono. A maioria dos modelos de AIO posiciona a mandíbula anteriormente com esse objetivo. É indicado nos quadros mais leves e moderados desse distúrbio. O tratamento é realizado forma individualizada, sendo realizado o acompanhamento em longo prazo, já que se trata de um tratamento paliativo, no qual o paciente permanecerá sob tratamento de forma indefinida. Quando do êxito do tratamento clínico, vários dos sintomas da doença retornam a condição de normalidade. Assim, o paciente observa melhora no ronco, na sonolência e no cansaço, e dessa forma passa a ter melhor qualidade de vida, podendo ainda apresentar melhora nas alterações cardiovasculares. 

Em paralelo, medidas gerais são úteis, como: redução do peso corporal, não dormir de barriga para cima, evitar álcool e alimentos de difícil digestão a noite, evitar uso de sedativos e tranquilizantes, além de tratar prontamente resfriados e obstruções nasais.

Se você apresenta algum desses sintomas, não deixe de procurar um médico especialista em Medicina do Sono. 

A Dra Cibele Dal Fabbro é uma profissional credenciada pela ABS e ABROS e possuem pós-graduação em Medicina e Odontologia do Sono e poderá lhe atender como indicado acima, de forma científica e atual.


Dra. Cibele Dal Fabbro
Cirurgiã-Dentista - CRORS: 44.793 
Doutora em Ciências (Medicina do Sono) – UNIFESP
Mestre em Reabilitação Oral – FOB – USP
Especialista em Disfunção Temporomandibular e Dor Orofacial - CFO
Autora do livro “A Odontologia na Medicina do Sono” (Dental Press Editora)
Presidente da ABROS (Associação Brasileira de Odontologia do Sono)
Um sono prejudicado pode levar a levar a muitos prejuízos, desde perda de concentração e memória até redução na qualidade de vida. Há diversos distúrbios do Sono, sendo a Apneia Obstrutiva do Sono (AOS) o mais frequente deles. Ronco, paradas respiratórias com despertares, engasgos ou sufocamento são relatos frequentes dos pacientes ou parceiros de quarto.
O ronco é entrecortado por períodos de silêncio, que são as paradas respiratórias, as quais resultam em despertares recorrentes, com engasgos ou sufocamento.  Em geral, os pacientes não têm conhecimento do problema, mas levantam cansados, sonolentos com a “boca seca” e alguns se queixam de cefaleia ao acordar. A sonolência excessiva pode levar, nos casos graves, a acidentes em casa, no trabalho ou nas estradas. Além disso, o prejuízo na oxigenação noturna pode levar a complicações cardiovasculares (Infarto Agudo do Miocárdio, Acidente Vascular Encefálico) e cognitivas (memória, concentração).
O diagnóstico desse distúrbio é dado pelo médico através da avaliação clínica e do exame de polissonografia (figura 1). Nesse exame, várias funções fisiológicas são  monitoradas concomitantemente durante o sono. 
Fatores neuromusculares e anatômicos, como obesidade, mandíbula pequena e falta de espaço para a língua e língua grande, entre outros predispõe à doença, pessoas de variadas faixas etárias. 
Na criança é causada comumente por aumento de amídalas e adenóides e a cirurgia associada ao tratamento ortodôntico e fonoaudiológico costuma resolver o problema. Na fase adulta acomete mais homens e mulheres na menopausa e há vários tratamentos clínicos e cirúrgicos disponíveis.
O tratamento no adulto inclui modalidades cirúrgicas e clínicas, como os aparelhos denominados de CPAP (figura 2), os aparelhos intra-orais (AIO) (Figura 3). 
O CPAP promove uma pressão positiva contínua nas vias aéreas através de uma máscara ajustada confortavelmente ao nariz (ou nariz e boca), conectada a uma turbina eletrônica que fornece fluxo de ar através de um circuito. Essa pressão positiva de ar nas vias aéreas evitando o colapso respiratório durante o sono. Os pacientes com distúrbios moderados a graves são aqueles que normalmente possuem uma melhor e mais rápida aderência ao tratamento. Neles, o tratamento com CPAP produz verdadeira e benéfica mudança de vida, graças à considerável melhora dos sintomas do distúrbio, entre eles, a sonolência diurna e a fadiga. Isso favorece uma motivação para o uso regular do aparelho, durante todo o período de sono de todos os dias da semana. O tratamento com CPAP é utilizado somente durante o sono, nos casos mais graves, e necessita ser utilizado sempre que o portador de AOS dorme. Entretanto, é um tratamento e não a cura, e se for interrompido, as vias aéreas continuarão a colapsar.
O AIO é um aparelho usado dentro da boca, que posiciona a língua de forma a abrir a via aérea e proporcionar uma respiração mais fisiológica durante o sono. A maioria dos modelos de AIO posiciona a mandíbula anteriormente com esse objetivo. É indicado nos quadros mais leves e moderados desse distúrbio. O tratamento é realizado forma individualizada, sendo realizado o acompanhamento em longo prazo, já que se trata de um tratamento paliativo, no qual o paciente permanecerá sob tratamento de forma indefinida. Quando do êxito do tratamento clínico, vários dos sintomas da doença retornam a condição de normalidade. Assim, o paciente observa melhora no ronco, na sonolência e no cansaço, e dessa forma passa a ter melhor qualidade de vida, podendo ainda apresentar melhora nas alterações cardiovasculares. 
Em paralelo, medidas gerais são úteis, como: redução do peso corporal, não dormir de barriga para cima, evitar álcool e alimentos de difícil digestão a noite, evitar uso de sedativos e tranquilizantes, além de tratar prontamente resfriados e obstruções nasais.
Se você apresenta algum desses sintomas, não deixe de procurar um médico especialista em Medicina do Sono. 
A Dra Cibele Dal Fabbro é uma profissional credenciada pela ABS e ABROS e possuem pós-graduação em Medicina e Odontologia do Sono e poderá lhe atender como indicado acima, de forma científica e atual.
 
Fonte: Redação Portal do Grande ABC
Notícia cadastrada por: gustavo
Essa notícia foi visualizada por 163 internautas.
Imprimir
Entre em contato
Enviar para um amigo
Compartilhar:
http://www.facebook.com
http://www.twitter.com
http://www.orkut.com.br
http://games.pgabc.com
Nome
E-mail
Estado
Cidade
Comentário


Voltar

Categorias
Educação ( 456 )
Saúde ( 299 )
Lazer e Cultura ( 922 )
Esportes ( 2172 )
Cidade ( 7169 )
Política ( 638 )
Veículos ( 152 )
Acontecimentos ( 4081 )
ABC ( 7 )
Nutrição e Saúde ( 184 )
Portal Empregos ( 73 )
Release ( 75 )
Imprensa Ana Stoppa ( 316 )
Comendo e Bebendo ( 1 )
Hebrom Facilitys ( 16 )
Copa do Mundo 2014 ( 29 )
Portal Planeta Saudável ( 15 )
Due Assessoria de Imprensa ( 8 )
Neosono Odonto&Sono ( 5 )
teste ( 1 )
Publicidade
Ana Stoppa - Lateral
Publicidade
SexFenix
Publicidade
Ademar Guerra Receitas da tia Cleide Jornal Portal do Grande ABC Áquario de São Paulo Portalzinho lateral
Jornal do Portal
JUNHO DE 2016
Versão digital e gratuita. Leia!
Assine Nosso Feed
Enquete

Estamos de cara nova! O que você achou do novo Portal?

Rápido e fácil de navegar

Ainda pode melhorar

Boa ferramenta de pesquisa

Está atendendo às expectativas

Usuarios

Visitas: 528 Online

Serviços

O Portal que faz a diferença



Copyright 2005 - 2011 Portal do Grande ABC- Todos os Direitos Reservados